sábado, março 6

MINHA VELHA INFÂNCIA

Minha velha Infância (nem tão velha assim)

Quando eu tinha uns 5 anos, estava de férias em casa de minha irmã Olga, aqui em Vitória.Mas eu morava com meus pais e outros muitos irmãos em Cachoeiro de Itapemirim, minhaterra natal. Em frente a casa de minha irmã, morava uma menina, que já não me recordo o nome e, na véspera de natal (acho que por isso não gosto de natal), ela havia ganho uma boneca linda,que andava e falava “papai e mamãe”.

Eu achava aquilo o máximo!

Era meu sonho de consumo ter uma boneca como aquela.

E não queria mais voltar para casa. Queria só saber da boneca, que ela, minha amiguinha, às vezes , deixava eu brincar. Pegar no colo, ligar e desligar...

E minha mãe, num determinado dia, veio me buscar. Nossa, pra mim foi a morte. Chorei tanto...

E disse que eu não ia de jeito nenhum!

Então, ela, aproveitando-se de minha ingenuidade infantil, deu a última cartada:

- Ah! Você não vai, não? Então eu vou dar a boneca “Amiguinha”, que eu e seu pai compramos pra você, para a filha da vizinha!

Eu, quase morrendo, com o coração aos pulos, gritei:

-Mãeeeee, você comprou minha boneca? Meu Deus, que felicidade! Vamos logo, mãe...Ela deve estar louca de saudade de mim! Vamos, Vamos!

E assim, fomos nós, aboletadas num ônibus, que demorou uma eternidade para percorrer aquelas 4 horas de viagem. Horas intermináveis que me separavam de minha filhinha. A toda hora eu dizia, lá dentro do meu coração: - Calma, filhinha, mamãe já está chegando!

Qual não foi a minha surpresa ao chegar em casa e descobrir que a minha filhinha muito amada, desejada, sonhada, não passava de um “Parapedro” de plástico duro, sem graça, com uma roupa horrível e uma chupeta pior ainda na boca.

Isso não se faz com uma criança. Não se faz com ninguém. Até hoje dói relembrar desta traição de minha mãe. Depois, ficou tudo bem. Brinquei muito com meu boneco de plástico e fui feliz, mesmo assim!

Por isso sou assim, avessa a promessas que não sei se terei condições de cumprir!

2 Suspiros:

Tiago Csehak disse...

minha familia tmb tem uma historia com essa tal boneca "amiguinha". quando criança, minha mãe sempre sonhou em ter uma, porem minha vó não tinha condições financeiras na época. minha mãe foi ganhar a tão sonhada boneca só depois de alguns anos de casada, presente do meu pai !

RETRIBUI A VISITA ?
www.tiagocsehak.blogspot.com

Monica Loureiro disse...

Estas coisas a gente não esquece, não é mesmo ?

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails